Equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) apreende 30 aves em cárcere privado (entre elas sete papagaios), vítimas de maus tratos, na comunidade do Km 23, região do Montenegro.

Como não estava em casa e não foi pego em flagrante, o proprietário prestará depoimento assim que localizado pela fiscalização, para responder ao artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais 9605/98.

Os ficais chegaram ao local do crime após denúncia anônima. Não havia ninguém na residência, porém os 23 passarinhos engaiolados estavam na varanda e os sete papagaios, em uma árvore do quintal. Os ficais também encontraram duas armas caseiras no pátio.

“Além do crime de cárcere privado de animais, sem consentimento de órgãos competentes, e de maus tratos de animais, porque os papagaios estavam os sete com as asas cortadas, esse infrator responderá pelas armas caseiras que foram encontradas”, disse José Wilkins Andrade, que participou da ação juntamente com os fiscais Gênesis Santos e Risete Barbosa.

Após ser lavrado o termo de apreensão das aves, será feito o termo de soltura, para a devolução das espécies à natureza. Em seguida, as gaiolas serão incineradas.

Os fiscais da Semma voltarão ao local do crime para convocar o autor dos crimes a prestar depoimento, estando este sujeito a multa ou prisão de seis meses a um ano.

“As questões ambientais precisam ser tratadas com seriedade para conquistarmos o equilíbrio ecológico”, concluiu o secretário municipal de Meio Ambiente, Lauro Cordeiro.

{gallery}conteudo/artigo/semma/julho/13.07.2018/01/{/gallery}

(Texto e fotos, Ascom da Prefeitura)

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

 

Skip to content