Segunda etapa do “Projeto Girândola”.

Coordenadoria Municipal da Mulher realiza a segunda etapa do “Projeto Girândola” com os cursos de artesanato em tecido e corte e costura em parceria com a SEMTRAPS e SENAR para o grupo de mulheres visando o empreendedorismo e autonomia financeira.

Prefeitura Municipal de Bragança por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social e a Coordenadoria Municipal da Mulher realizou na manhã desta terça-feira  (27), no auditório da SEMTRAPS, a Segunda Etapa do “ Projeto Girândola”, visando garantir o empreendedorismo e autonomia financeira das mulheres bragantinas e  Comunidades  próximas, com a parceria da  Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), para às  mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica.

Nesta Segunda Etapa do “Projeto Girândola”, foram ofertados os Cursos de Artesanato em Tecido e Corte e Costura pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), que perdurarão por estar semana, com carga horária de 40 horas, ministrados pela instrutora Doralice Pimenta.

No curso, as mulheres aprendem sobre a importância do artesanato de costura em tecido; identificar e selecionar materiais; os cuidados com o meio ambiente; sobre segurança e saúde no trabalho; técnicas de modelagem, corte e costura de peças utilitárias de artesanato em tecido.

Presente na cerimônia, Assessora da SEMTRAPS Daniely Pires, representando a Primeira Dama e Secretária Municipal de Trabalho e Promoção Social Eliena Ramalho, Coordenadora Municipal da Mulher Ruth Cristina Torres, Coordenadora Estadual de Integração de Políticas para às Mulheres (CIPM) Márcia Andreia Jorge, Psicóloga Adriana Pimenta e Assistente Social Marcia Carvalho da Coordenadoria Municipal da Mulher.

A Coordenadora Municipal da Mulher Ruth Cristina Torres, proferiu a abertura do evento destacando que o objetivo é qualificar pessoas para o mercado de trabalho, promovendo conhecimento e aprendizado técnico, ressaltando que há uma demanda muito grande de mão de obra qualificada para este ramo em nosso município.

ASCOM/PMB.

 

Skip to content