Sensível com a reivindicação dos moradores do Conjunto Habitacional João Alves da Mota (Minha Casa Minha Vida), quanto às irregularidades estrutural, sobretudo de urbanização do projeto executado  no Bairro Vila Sinhá, o Prefeito de Bragança, Raimundo de Oliveira, acompanhado de seus secretários e vereadores, recebeu em seu gabinete na manhã desta quinta-feira (02), representantes da Caixa Econômica Federal, da empresa construtora responsável e dos moradores.

Segundo Agnaldo Santos, Presidente da Associação dos Moradores, os problemas enfrentados no conjunto são diversos, desde a falta do abastecimento de água, ao escoamento da mesma. “Esta é a primeira vez em que somos ouvidos pelas empresas responsáveis pelo programa. Somos os beneficiários e estamos sofrendo, desde a entrega das casas, com o mau funcionamento do esgoto, energia, água e a qualidade dos materiais utilizados na obra”.

O Prefeito Municipal cobrou das instituições a retomada do projeto e disse que intensificará a fiscalização, juntamente com a sua equipe técnica, diante das correções necessárias no Conjunto João Mota e também nas obras do novo conjunto habitacional que está sendo erguido na BR 308 às proximidades da Vila do Engenho.

José Carlos, engenheiro da construtora reconhece que o empreendimento, que tem dois anos de entrega, teve problemas na execução do projeto, mas a empresa não vai se eximir das responsabilidades e espera que todos se empenhem para a solução dos problemas. Disse ainda que a empresa já está realizando mapeamento das ligações clandestinas de ruas e sistema de drenagem e esgoto.

Um levantamento de todas as denúncias e danos físicos será realizado pela Prefeitura, juntamente com os moradores do Conjunto e será encaminhado para a Caixa Econômica e Construtora para as devidas providências.

Após a reunião, o Prefeito levou os representantes da Caixa Econômica e da construtora no próprio residencial para conhecerem a situação explanada, assim como, visitaram  o canteiro de obras do novo empreendimento habitacional no município.

 ASCOM – PMB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

 

Skip to content