Prefeitura Municipal de Bragança por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social e a Secretaria Municipal de Saúde, realizaram na noite desta terça-feira (7) em parceria com a equipe do Serviço Especializado de Abordagem Social (CREAS), e a equipe do Consultório na Rua (SEMUSB), uma ação que aconteceu no comércio local, precisamente na feira livre do município (Aldeia) em um galpão popular.

Com os servidores multiprofissionais do Centro de Referência Especial de Assistência social (CREAS), juntamente com a equipe de profissionais da Secretária de Saúde, juntas fazem abordagem de pessoas que vivem em situação de rua, dando assistência a garantir seus direitos, como também o acesso à saúde.
O Serviço Especializado em Abordagem Social da Secretaria de Trabalho e Promoção Social do Município, referenciado ao centro Especializado da Assistência Social (CREAS), tem como a finalidade de assegurar trabalho social de busca ativa e abordagem nas ruas de Bragança, identificando o trabalho infantil, violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, nas praças, comércio, terminais de ônibus, esse Serviço vinculado ao CREAS e ao Centro de Referência para a População (Centro POP), que mantém relação direta com a equipe técnica, composta de psicóloga, assistente social e técnicos, devendo operar a referência com a Rede de serviços Socioassistênciais e com o poder Judiciário local, Defensória Pública, Conselho Tutelar I e II.
A ação desenvolvida pela equipe do Consultório na Rua da Secretaria Municipal de Saúde, o Programa teve início no mês de março deste ano, com mais de 70 atendimentos e 40 cadastrados, mantém o Serviço destinado a oferecer Assistência Integral a saúde para a população em situação de rua no município, com o objetivo de efetuar atendimento primário e ampliar o acesso desse grupo populacional aos Serviços Básicos e especializados da Rede Municipal de Saúde.
Composta de psicóloga, enfermeira, agente social e técnica de enfermagem, atende em sua maioria usuários de álcool e outras drogas, o Programa utiliza equipe móvel, ofertando serviços de perspectiva de redução dos danos, oriundos das condições de vulnerabilidade em que essas pessoas se encontram, orientações em saúde como: retirada de ponto, aferição de sinais vitais, distribuição de preservativos, retirada de documentos pessoais como a carteira de identidade (RG), atualização de vacinas, kit de higiene pessoal e outros.
Ao final foram feitas entregas de roupas e calçados usados e a distribuição de um sopão aos usuários presentes, oferecendo assim um certo conforto para aqueles que não possuem moradia.
“Minha vontade é sair das ruas, do vício, porque isso não é vida, quero voltar para minha família e meus filhos” disse Pedro Benedito do Rosário, 52 anos e 3 anos na rua.
“Trabalhamos incansavelmente para resgatar a cidadania e oferecer serviços que atendam às necessidades dessa população em situação de rua do município, somente o ano de 2018 foram atendidos pela equipe de abordagem social 111 usuários” disse Mayara Vasconcelos, Coordenadora do CREAS no município.

{gallery}2019/conteudo/artigo/semtraps/05/08/01{/gallery}

ASCOM SEMTRAPS
Unidos para fazer o melhor.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

 

Skip to content