ENCERRAMENTO DA CAMPANHA DE 16 DIAS DE ATIVISMO.

SEMTRAPS e Coordenadoria Municipal da Mulher realizaram o encerramento da Campanha de 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra a Mulher na Praça Antônio Pereira.

Prefeitura Municipal de Bragança por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social (SEMTRAPS) e a Secretaria Municipal Executiva de Gabinete (SEGAB), através da Coordenadoria Municipal da Mulher, realizaram na tarde desta sexta-feira (10), na Praça Municipal Antônio Pereira, centro da Cidade, o encerramento da Campanha de 16 Dias de Ativismo, com o tema: As mulheres se Fortalecem na Diversidade: Por mais Políticas Públicas e pelo Fim da Violência!

A campanha, que teve início no dia 10 de novembro, com palestra interativa, tratou temas relacionados à violência doméstica, e também realizou ação em Comunidade próxima, com rodas de conversa e entrega de panfletos e laços brancos, relacionados a Campanha, onde mobilizou todos servidores da Rede Suas e dos Programas Sociais. Os quatro Centro de Referência de Atendimento da Assistência Social (CRAS) Marujada, Ajuruteua, Sapucaia e Caeté, Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro POP) e POP Rua.

A Campanha dos 16 Dias de Ativismo, é uma ação nacional, consiste na mobilização de homens para combaterem a violência contra a mulher e não fechar os olhos para as diversas violências sofridas pela população feminina, aderindo à luta e somando junto às mulheres na erradicação dessas violências.

A conclusão de encerramento proporcionou aos que estavam na praça Municipal, uma tarde e noite, propicia, com sarau, Grupo de carimbó Parauara, Projeto Divas, exposição, apresentação dos grupos dos serviços, poesias, paródias, representantes do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), além do show musical da cantora Faby Lenise, que agradou a todos.
“É difícil estarmos a todo o momento lutando pelo direito de viver sem violência, pelo direito à vida, pelo direito de se expressar e de se vestir. Que possamos conscientizar os homens e a sociedade em geral, para que cada vez mais pessoas possam encarar a luta contra a violência doméstica como sua”, ressaltou a Secretária de Assistência Social Eliena Ramalho.

“Finalizamos a campanha, mas nossa batalha é diária na erradicação dos diversos tipos de violência. Nossos mecanismos estão sempre abertos para os acolhimento e acompanhamento dessas vítimas”. Estamos juntas nessa luta. Denuncie, concluiu Ruth Cristina Torres, Coordenadora da Coordenadoria Municipal da Mulher.

ASCOM/PMB.

Skip to content