Educação profissional para pescadores do município.

Prefeitura Municipal de Bragança através da SEMAP e SEMED se reúnem para discutir, planejar e definir cronograma apresentação do projeto de EJA articulada à educação profissional para pescadores do município.

A Prefeitura Municipal de Bragança através da integração entre a Secretaria Municipal de Aquicultura e Pesca e a Secretaria Municipal de Educação reuniram-se para dialogar e firmar parceria para elaboração e execução conjunta de um Programa de Escolarização para os pescadores e pescadoras do município de Bragança, por meio da criação de turmas da EJA articulada à educação profissional voltada ao setor pesqueiro.

O projeto denominado EDUCA PESCA integra o Programa de Desenvolvimento Sustentável do setor pesqueiro de Bragança (Programa +Pesca) da SEMAP e surgiu através da necessidade de implantação de uma proposta pedagógica que atenda as especificidades do modo de vida dos pescadores e pescadoras, como por exemplo, o regime de trabalho e principalmente o pouco tempo que passam em terra-firme, que são elementos que influenciam diretamente no acesso e na permanência do pescador no ambiente escolar.

Assim, as secretarias pretendem implantar uma proposta pedagógica diferenciada que atenda as especificidades desse público e esteja atrelada aos Objetivos do desenvolvimento sustentável, em especial o ODS 4, que objetiva garantir o acesso à educação inclusiva, de qualidade e equitativa, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. O projeto conta ainda com a participação do IFPA/Campus Bragança-PA, que está responsável pela qualificação e habilitação profissional dos pescadores através dos cursos de formação de aquaviários, disponibilizados pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, que é uma exigência preponderante para o exercício da função de pescador, a ser desempenhada em embarcação de pesca de qualquer tipo e porte, empregada em qualquer tipo de navegação.

“O que é diferente em nossa gestão é justamente a união entre as secretarias municipais com as instituições externas, para podermos juntos resolver as demandas do nosso município, como por exemplo a educação dos nossos pescadores que são responsáveis por grande parte da economia dos nosso município e pela comida na nossa mesa”, falou o prefeito Raimundão.

 

Skip to content