DIA INTERNACIONAL DA NÃO VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER.

COORDENADORIA MUNICIPAL DA MULHER PROMOVE RODA DE CONVERSA NA SEMTRAPS, CRAS E CREAS NO “DIA INTERNACIONAL DA NÃO VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER” NA PROGRAMAÇÃO DOS 16 DIAS DE ATIVISMO NO MUNICÍPIO.

Prefeitura Municipal de Bragança por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social (SEMTRAPS) e a Coordenadoria Municipal da Mulher promoveu na manhã e tarde desta sexta-feira (26), roda de conversas para os grupos de mulheres pertencentes nos serviços da Rede SUAS da SEMTRAPS, junto aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e no auditório da própria Secretária de Assistência Social, na Campanha dos 16 Dias de Ativismo no “Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher”.

Pela manhã, foi realizada a roda de conversas com o grupo de mulheres do Curso de Doces Modelados, realizado pelo SENAR, que ocorreu no auditório da própria Secretaria. Na ocasião a titular da Coordenadoria Municipal da Mulher Ruth Cristina Torres, manifestou aos presentes uma fala sobre a programação da Campanha dos 16 Dias de Ativismo que ocorre em nosso município, em seguida a Assistente Social Marcia Eliane Nunes de Carvalho proferiu ao grupo de mulheres presentes o conhecimento de alertar a sociedade sobre os casos de violência e maus tratos contra as mulheres. A violência física, psicológica e o assédio sexual são alguns exemplos desses maus tratos.

Pela parte da Tarde aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS Marujada), localizado no bairro do Alegre, uma roda de conversa com Grupo de Mulheres pertencentes a Unidade do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), proferida pela psicóloga Caroline Paes, fazendo parte deste movimento de 16 Dias de Ativismo.

No CRAS Ajuruteua, localizado no bairro da Vila Sinhá, ocorreu nesta tarde, a palestra para o Grupo de Mulheres do PAIF, proferida pela psicóloga Mayara Vasconcelos e equipe técnica do Centro, sobre o tema em debate, não somente contra a mulher, mas contra todo um povo.

No CRAS Sapucaia, localizado no bairro da Vila Nova, foi realizado nesta tarde, com o grupo de mulheres pertencentes a Unidade do PAIF, sobre a necessidade de extinguir com a violência que destrói a vida de mulheres considerado um dos grandes desafios na área dos direitos humanos, ministrada pela psicóloga Marlene e Equipe Técnica do Centro.

O Centro Especializado de Referência de Assistência Social (CREAS), localizado no centro da cidade, que faz parte do Serviço da Assistência Social, realizou nesta tarde, uma roda de conversa com o grupo de mulheres, vítimas de violência Doméstica em busca da mudança pela igualdade e oportunidade de direitos das mulheres. Praticas que levem a essa mudança, em todos os espaços de convivência, ministrado pela Coordenadora Pammella Vilela e sua Equipe Técnica.

ASCOM/PMB.

 

Skip to content