Desde setembro do ano passado um grupo de moradores do município de Bragança, iniciou uma trajetória de discussão sobre a destinação correta do “lixo” produzido pelos munícipes, indústria, comércio e hospitais. Era uma preocupação ambiental, pois tinha haver diretamente com o lixão, que hoje é a forma de destinação dos resíduos e, também, preocupação social, pois há muitas famílias envolvidas diretamente neste ambiente de insalubridade.

Com o apoio da ONG Nymuendaju, sediada em Manaus, foi assinado na manhã desta segunda-feira (24), o Termo de criação do Consórcio Intermunicipal entre os Municípios de Bragança, Augusto Corrêa e Tracuateua – COMBACT, para o tratamento adequado dos resíduos sólidos.

O evento ocorreu no auditório do SENAI e contou com a presença dos prefeitos de Bragança e Tracuateua, Raimundo de Oliveira e Barreto Filho, respectivamente, professor Claudio Araújo, representante da ONG Nymuendaju, professor Rui Teixeira, Diretor geral do Senai, Dom Jesus Maria, Bispo Diocesano de Bragança, secretários municipais, vereadores e entidades envolvidas na ação.

A adesão dos prefeitos desses municípios ao consórcio é uma demonstração do compromisso desses gestores para o enfrentamento desse problema que atinge hoje 95% dos municípios brasileiros.

Os vereadores Claudio Vagner, de Bragança e Ivonaldo Barreto, de Augusto Corrêa, falaram do apoio dos poderes legislativos à iniciativa de criação do consórcio em favor do destino dos resíduos sólidos dos municípios.

“Quero parabenizar a brilhante iniciativa e o compromisso dos municípios em firmarem esse Consócio para a busca da solução em tratar seus resíduos sólidos de forma sustentável”, enfatizou José Carlos Lima, Conselheiro Estadual do Meio Ambiente.

“Hoje o grupo de articuladores se fortaleceu e as sociedades de Bragança, Augusto Corrêa e Tracuateua enxergam nessa iniciativa, a luz que pode dar início à solução de um problema comum: “o lixo”, disse Claudio Araújo, da ONG Nymuendaju.

“Esse evento, marca o início de outras etapas que virão com a esperança de solução desse problema e garantir, no futuro, uma sociedade com melhor qualidade de vida para todos”, considerou Barreto Filho, prefeito de Augusto Corrêa.

“Essa união, representa um ato de grande responsabilidade social e ambiental para os nossos municípios quanto ao destino dos resíduos sólidos. Bragança, está à disposição para a solução dessa problemática em prol de uma melhor qualidade de vida de nosso povo”, considerou o prefeito Raimundo.

ASCOM / PMB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

 

Skip to content