plugins premium WordPress
ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZA LANÇAMENTO DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER 2020 - Prefeitura Municipal de Bragança

A Prefeitura Municipal de Bragança por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social, Secretaria Executiva de Gabinete, através da Coordenadoria Municipal da Mulher, realizaram a abertura da campanha na manhã desta quarta-feira (25 de novembro de 2020), Dia Internacional da não-violência contra a mulher, com palestras de sensibilização com o tema: violência doméstica e sexual contra mulheres e meninas durante a pandemia: não à cultura do estupro”, realizada no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Caeté), localizado no bairro da Aldeia.
Na oportunidade os usuários participaram do debate sobre as diversas formas de agressão contra as mulheres, a tarde houve palestra no CRAS Sapucaia, bairro do Taira, nesta quinta-feira será a vez dos CRAS Marujada pela manhã e pela parte da tarde o CRAS Ajuruteua.
As funcionárias da Sede da Secretaria e dos Serviços (CRAS, CREAS, Bolsa Família, Abrigo Institucional, Centro POP, POP Rua, Criança Feliz, abraçaram a causa e prestaram suas homenagens ao dia que também é conhecido como “Dia Laranja”, que representa um futuro livre da violência contra as mulheres, usando máscara de proteção e a camisa laranja, símbolo da Campanha Internacional.
A Violência contra a mulher é uma grave violação dos direitos humanos. Seu impacto varia entre consequências físicas, sexuais, morais e psicológicas, chegando até mesmo ao Feminicídio. É necessário debater e combater a violência contra a mulher em todos os lugares, nos círculos de convivência, no ambiente profissional e familiar e nas rodas de amigos. Homens e mulheres devem se posicionar, pois é uma luta de todos.
Apoiam esta causa o Prefeito Municipal Raimundo Nonato de Oliveira, o Vice Dr. Mário Ribeiro Júnior e a Primeira Dama e Secretária de Trabalho e Promoção Social Eliena Ramalho.
Segundo a Coordenadora Municipal da Mulher Ruth Cristina Torres, “Nosso objetivo é chamar a atenção das mulheres, meninas e toda sociedade em geral, não só para a questão da violência doméstica e familiar, mais também para o fim da cultura do estupro”, declarou.

{gallery}2020/nov/semtraps/25/01{/gallery}

ASCOM/SEMTRAPS.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.