Sucesso total a abertura do 31º Festival Junino de Bragança, evento realizado pela Prefeitura Municipal de Bragança, através da Secretaria Municipal de Cultura, Desportos e Turismo. Bois bumbá e shows musicais animaram a primeira noite da programação, além da Casa do Xote, Casa Caeteuara e Casa da Farinha, atrativos que garantiram o entretenimento do grande público.
O que não faltam são opções para se divertir no 31º Festival Junino de Bragança. Enquanto os bois bumbá Lombo Dourado, Pérola do Caeté, Promesseiro do Treme, Mimoso Bragantino de São João e Famoso se apresentavam no Palco da Cultura Popular, destinado às manifestações folclóricas, o cantor Daniel do Acordeom animavam a Casa do Xote, cujo salão permaneceu cheio de brincantes por toda a noite. E quem aproveitou para cair na dança foi o casal Mário Jorge Costa do Rosário e Maria Alice Gomes, que espera avidamente o Festival Junino todos os anos, para aproveitar a Casa do Xote, para eles, o atrativo mais interessante do evento. “Parece mentira, mas, em Bragança, terra do xote, não se toca mais xote nas festas. Por isso, a gente espera por esse momento o ano inteiro e vêm todos os dias se divertir aqui na Casa do Xote, a melhor opção de lazer da cidade durante a quadra junina. Isso é um verdadeiro resgate da cultura caeteuara”, opinou Mário Jorge.
A Casa da Farinha e a Casa Caeteuera são dois atrativos singulares, tipicamente bragantinos, jamais encontrados em outros festivais juninos do país. Quem visita a Casa de Farinha, pode acompanhar a confecção da tradicional farinha de Bragança em um tacho, da mesma maneira que o produto é preparado na zona rural. Além de expor para a venda a farinha recém preparada, há também a venda de massa de mandioca, para fazer mingau e bolo. A Casa Caeteuara também é única em matéria de festivais juninos. Lá estão expostos para venda artesanatos e produtos alimentícios orgânicos, feitos na zona rural de Bragança. “Bragança é um município culturalmente muito rico e que produz artigos muito peculiares ao seu povo, por isso, nos diferenciamos de tantos outros, a exemplo da nossa Casa do Xote, da Casa da Farinha e da Casa Caeteuara, atrativos originais, típicos de um lugar que tem identidade adquirida ao longo de mais de 400 anos de história”, argumentou o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, doutor Mário Junior.
Após as apresentações dos bois bumbá, as atenções se voltaram para o palco principal, onde o DJ Eduardo Beats deu início à sua performance, animando a platéia, para em seguida o cantor Sidney Maion dar início à sua apresentação, que contagiou a todo público presente. Entretanto, o show mais esperado foi o que encerrou a programação do primeiro dia: Daniel do Acordeom e banda. O prefeito Raimundo Nonato participou da noite de abertura do 31º Festival Junino, juntamente com a primeira-dama, Eliena Ramalho, e estava feliz com o resultado da realização. “É muito bom ver a população se divertindo com segurança, desfrutando da cultura local, na companhia de familiares e amigos. Quero parabenizar a todos os evolvidos na organização do evento e desejar a todos os bragantinos uma quadra junina cheia de paz, amor e muita alegria”, concluiu o prefeito.

{gallery}2019/conteudo/artigo/seculd/08/01{/gallery}

Fotos: Ivaldo Miranda

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

 

Skip to content