Ir direto para menu de acessibilidade.
  • Conselho Tutelar-3425-5010
  • Corpo de Bombeiros - 193
  • Disque Denúncia - 181
  • Polícia Militar - 190
  • Samu - 192
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

MINISTRO DA SAÚDE LANÇA EM BELÉM CAMPANHA NACIONAL CONTRA HANSENÍASE

  • Publicado: Quarta, 31 de Janeiro de 2018, 16h40
  • Última atualização em Quarta, 31 de Janeiro de 2018, 16h40

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, lançou nesta quarta-feira (31), em Belém, uma campanha com veiculação nacional para conter avanço da hanseníase no país. O lançamento acontece em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, onde o estado do Pará está em 5º lugar em casos da doença, comparado com os demais estados do país.

1589b5c7 bb2a 4a3a ace2 75af30733ea5

7badcee6 ffd5 45c2 9b71 ff845d7c9957

8203ee3e a262 43bc a948 fb906f08bede

O evento contou com a presença do governador do estado, Simão Jatene, secretário estadual de Saúde, Dr. Victor Mateus, deputados federais Beto Salame e Arnaldo Jordy, João Salame, secretário nacional da Atenção Básica do MS, o representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Joaquín Molina, Dr. Mauro Junqueira, presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde – CONASEMS, representantes da SESPA e de entidades sociais ligadas aos hansenianos, secretários municipais de saúde e prefeitos de vários municípios paraenses.

O prefeito de Bragança, Raimundo de Oliveira, o vice-prefeito e secretário de Saúde, Dr. Mário Ribeiro Jr. , Eliena Ramalho, secretária de Promoção Social, Marcely Castanho, secretária de Planejamento e equipe técnica, se fizeram presentes ao evento.

A proposta do Ministério da Saúde, é que o estado se comprometa para minimizar a prevalência da hanseníase através de políticas públicas articuladas. O ministro Ricardo Barros, anunciou a liberação de recursos para a realização de cirurgias especializadas para pacientes com hanseníase com sequelas.

Na oportunidade, o prefeito Raimundo de Oliveira e o Vice, Dr. Mário Jr., entregaram ao ministro Barros, ofício solicitando a liberação das habilitações dos serviços do EMAD, Equipe Multidisciplinar da Atenção Domiciliar e do Centro de Reabilitação tipo 2, (Centro de Reabilitação Socorro Gabriel), que funciona há 12 anos e ainda não é habilitado. Ou seja, não recebe recursos do Ministério da Saúde.

De pronto, o Ministro atendeu as demandas e determinou os encaminhamentos devidos para que em breve os recursos entrem no Fundo Municipal de Saúde para ampliar os custeios das ações e serviços dentro do município.

ASCOM / PMB

registrado em:
Fim do conteúdo da página